Principais Procedimentos

Primeira Matrícula

A primeira matrícula do ingressante na Univasf é realizada presencialmente, com a entrega dos documentos exigidos nos editais de seleção. A não entrega de documentos nos prazos e horários especificados em editais ocasionam a eliminação do candidato e a perda de sua vaga.

O ingressante é matriculado automaticamente em todas as disciplinas do primeiro período do curso. No período de modificação de matrícula, estipulado em Calendário Acadêmico, o discente pode incluir ou excluir disciplinas que serão confirmadas ou não, obedecendo às prioridades de matrícula da Univasf.

ATENÇÃO! O discente deve ter muito cuidado ao alterar a matrícula, pois se não cursar todas as disciplinas obrigatórias perde o status de “blocado” e a preferência na matrícula em determinados componentes curriculares. Além disso, o ingressante deve se matricular em no mínimo três disciplinas por período e não pode trancar o curso logo no primeiro período.

Matrícula em disciplinas

A partir do segundo período, o próprio discente deve realizar a matrícula em disciplinas pelo Sistema de Informação e Gestão Acadêmica, de acordo com os prazos estabelecidos no Calendário Acadêmico. O aluno veterano deve cursar no mínimo 01 (uma) disciplina por semestre e o trancamento de matrícula é permitido por até dois semestres, consecutivos ou não. Ao realizar a matrícula, o sistema oferece uma sugestão de matrícula, na qual o discente pode incluir ou excluir disciplinas. É importante salientar que as disciplinas sugeridas são aquelas prioritárias para o discente. Se ele trocar a subturma ou retirar a disciplina, perderá a prioridade de matrícula.

Você poderá consultar sua matrícula, horários, emitir seu histórico escolar (somente para conferência), visualizar seu desempenho acadêmico ao longo do curso, utilizando o Sistema de Informação e Gestão Acadêmica.

Quando houver necessidade de expedição de outros documentos, dirija-se ao SIC do seu Campus.

IMPORTANTE! Será vedada a matrícula de estudantes que estejam em débito com o Sistema de Bibliotecas da Univasf.

FIQUE ATENTO ÀS SEGUINTES SITUAÇÕES:

1) A não realização da matrícula acarretará em MUDANÇA DO STATUS do aluno para “desvinculado”, o que o impossibilita de acessar o sistema acadêmico e realizar novas matrículas em disciplinas. O discente pode solicitar a reintegração ao seu colegiado no prazo máximo de 10 (dez) dias que antecede o período de matrícula em disciplinas para o semestre imediatamente posterior. O discente deve preencher o requerimento geral no SIC do seu campus dirigido ao seu colegiado que avaliará o pedido e decidirá se o acata, enviando o resultado para registro e arquivamento na SRCA.

2) Se a matrícula não for realizada por dois semestres consecutivos ou o discente não tiver aproveitamento no primeiro período ou reprovar por quatro vezes a mesma disciplina, ou ainda não concluir o curso no tempo máximo previsto para integralização, será aberto um processo de desligamento de vínculo. Nesse caso, o estudante terá direito à defesa e a recursos contra o desligamento que serão analisados, para fins de julgamento, conforme consta na Resolução Conuni Nº 05/2008.

Aproveitamento de estudos/ dispensa de disciplinas

Poderão ser aproveitados os estudos realizados pelo discente em outra IES nacional credenciada ou, ainda, em instituição estrangeira similar, desde que haja compatibilidade em, no mínimo, 75% (setenta e cinco por cento) de conteúdo programático e carga horária entre as disciplinas avaliadas. Para isso, o etudante deverá observar as normas, prazos e procedimentos a serem seguidos, que estão disponíveis na Resolução nº 03/2013 da Câmara de Ensino.

Abono de faltas e ausências justificadas

Em casos de doença ou outro impedimento de comparecimento às aulas presenciais, poderá haver justificativa de faltas, porém, sem o abono destas.

O estudante convocado para prestação de serviço militar obrigatório, ou reservista que seja chamado, para fins de exercício de apresentação das reservas, cerimônia cívica ou Dia do Reservista, terá suas faltas abonadas para todos os direitos. Para tanto, será necessário fazer solicitação junto ao SIC, acompanhado de documentação comprobatória.

A participação de estudantes em conclaves internacionais não prejudica o direito de frequentarem, em regime excepcional, as provas e as aulas dos componentes curriculares a que faltarem durante o cumprimento da missão. Para isso, o evento terá de ser previamente credenciado pelo MEC em portaria especial, para efeito de admitir-se a justificativa da falta.

ATENÇÃO! Não existe amparo legal para a dispensa, justificativa, abono de faltas às atividades curriculares, nem tratamento excepcional para o estudante, por motivos de crença e obediência religiosa.

Acompanhamento especial

Em situações de doença caracterizada por incapacidade física relativa, incompatível com as atividades presenciais, o estudante poderá requerer junto ao SIC, os benefícios do regime especial de aprendizagem, amparado pela Lei nº 6.202/75 e Decreto-lei nº 1.044/69. Para isto, deve preencher requerimento anexando atestado médico, no qual deverá constar a data do início e do término do afastamento, como também o CID (Código Internacional de Doenças).

Da mesma maneira, as estudantes gestantes, a partir do oitavo mês de gestação, podem solicitar o regime especial de aprendizagem, por um período de até três meses, conforme a Lei nº 6.202/75.

De acordo com a Resolução 08/2004 (Artigos 94 e 95), estudante deverá realizar em domicílio as atividades das disciplinas em que se encontra matriculado em regime especial, ficando a cargo dos professores dessas disciplinas e/ou atividades informá-lo sobre o cronograma e a metodologia a ser utilizada nesse período. O regime especial não pode se estender de um para outro período letivo.

Para manter-se informado a respeito de normas e procedimentos acadêmicos, visite o site da Câmara de Ensino, um órgão vinculado à Proen, que possui funções propositiva, consultiva e deliberativa na formulação e aperfeiçoamento da política de ensino de graduação. Na página da Câmara de Ensino você encontrará informações, notícias, chamadas de editais e documentos importantes para sua vida acadêmica, como:

* Resolução nº 05/2008 e 05/2012: trata das Normas para desligamento de aluno da Univasf;

* Resolução nº 06/2015: trata das Normas Disciplinares do corpo discente da Univasf;

* Resolução nº 01/2013: regulamenta os procedimentos de vista e revisão de prova escrita;

* Resolução nº 02/2013: dispõe sobre a alteração de pré-requisito;

* Resolução nº 03/2013: trata dos processos de dispensa de componentes curriculares.

Avaliações

Os trabalhos escolares e exames finais terão notas atribuídas de zero a dez, com truncamento na segunda casa decimal. Caso você obtenha média inferior a sete e maior que quatro, terá nova oportunidade de recuperação da nota, através de exame final. Nestes casos, o estudante será considerado “aprovado” se atingir média final (média aritmética entre a média parcial e a nota do exame final) mínima de 5,0 (cinco) pontos. Além da avaliação por desempenho (notas nas avaliações), o estudante deve ter frequência mínima obrigatória de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária de cada componente curricular às aulas e atividades da disciplina.